SERVIÇOS
Caracterização de efluentes industriais
Atividades industriais geram efluentes com diferentes diversidades de impactos aos diversos compartimentos ambientais (ar, água e solo). O monitoramento desses efluentes efetivamente tornou-se uma prática ambiental a partir da vigência do Regulamento da Lei 997/76, quando a CETESB, Órgão Ambiental do Estado de São Paulo, passou a exercer o seu poder de polícia e exigir das indústrias a adequação dos seus efluentes aos padrões de lançamento e qualidade.

A caracterização dos efluentes industriais, assim como a fiscalização sistemática das fontes de poluição são atribuições do órgãos ambientais governamentais. Todavia, essa não deve ser uma prática restrita somente aos órgãos de fiscalização. As empresas devem incorporar procedimentos preventivos na sua gestão ambiental, de maneira a manter a regularidade dos padrões de lançamento de seus efluentes, seja ele sólido, líquidos ou gasosos.

O conhecimento da vazão e a composição do efluente industrial possibilita a determinação das cargas poluidoras, o que é fundamental para definir o tipo de tratamento, avaliar o enquadramento na legislação ambiental e estimar a capacidade de autodepuração do corpo receptor. Desse modo, é preciso quantificar e caracterizar os efluentes, para evitar danos ambientais, demandas legais e prejuízos para a imagem da indústria junto à sociedade.
VOLTAR AOS SERVIÇOS